Teu cheiro amarfanho durante toda a cidade
e nos dentes postos sobre a mesa
como um escapulário tua lascívia eu pressinto.
Nem a lua nem teus olhos certamente me salvarão deste teu cheiro espesso.
Eu cresci nestas estranhas paragens sem estrelas entre bichos e flores
como se não fossem cobertos pela escuridão.
Apenas arfava um golpe entre o vazio de mim
e a captura de insetos do inferno em teus cabelos.
Em inquietude, me preparo para a dor.

Nelson Magalhães Filho

"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos

do mundo."
( Fernando Pessoa: Tabacaria)




Realizar trabalhos de arte a base das experiências existenciais, como transpor as imensidões dolorosas das noites urinadas. Fingir figuras concebidas do desejo e da amargura. Instigações obscurecidas pela lua. Não acretido na pintura agradável. Há algum tempo meu trabalho é como um lugar em que não se pode viver. Uma pintura inóspita e ao mesmo tempo infectada de frinchas para deixar passar as forças e os ratos. Cada vez mais ermo, vou minando a mesma terra carregada de rastros e indícios ásperos dentro de mim, para que as imagens sejam vislumbradas não apenas como um invólucro remoto de tristezas, mas também como excrementos de nosso tempo. Voltar a ser criança ou para um hospital psiquiátrico, tanto faz se meu estômago dói. Ainda não matem os porcos. A pintura precisa estar escarpada no ponto mais afastado desse curral sinistro.
Nelson Magalhães Filho

segunda-feira, março 31, 2008

Cowboy Junkies - Sweet Jane












Os poetas Afonso Romano de Santana e Franklin Maxado estarão falando de poesia no projeto TIM.
Feira de Santana - BA
Dia 3 de abril, quinta-feira, às 19h 30
Centro de Cultura Maestro Miro
Rua Macário Cerqueira, s/n - Muchila I

A Cia de Orquestração Cênica convida para a temporada de Diálogo Inútil do Abismo com a Queda, peça inspirada em Beckett que utiliza a linguagem dos HQs e cartuns para narrar a história de um casal de velhos que estão juntos há 350 anos e voltam ao local em que casaram para se separar.
Direção e texto: Cesar Ribeiro
Com: Ulisses Sakurai, Ruy Andrade e Paulo Campos
20/3 a 5/6
quintas-feiras 22h30
Duração: 60 minutos
Espaço dos Satyros 1
Praça Roosevelt 214/3258.6345
Mais informações:
Boteco do Ribeiro
http://ciadeorquestracaocenica.zip.net

sábado, março 22, 2008

CENTAURO DAS ÁGUAS
Eu mulher de olhar orquestral
Trago ancas de éguas valentes
Meu ventre nutre estranhos cavalos
Presos no meu cordão umbilical
Nas minhas ferraduras de cristal
Não cabem meus passos de distâncias
Meus cabelos têm o brilho
Da claridade da luz de lilith
Trago sorrisos flutuantes
Nas marés cheias do imprevisível
Eu mulher de olhar de fogo
Trago na língua incenso e lâmina
Cavalgo campina de vidro
Cavalgo sangue em campina
Eu mulher centauro das águas
Amamento noite alimento dia
Com o colostro de espinho
Que escorre da rosa do meu peito.

Lita Passos

quinta-feira, março 20, 2008

THE DOORS, the end

Nelson Magalhães Filho. Mista s/papel, 70X50 cm


quando todos os bichos alumbram trançados
em teus cabelos
desvendarei plantas eternas para beber.
alumiarás pelos vegetais do silêncio
e tocarei nas pedras
para sonhar dentro de teus olhos:
neste instante eu me afogaria
nas léguas celestes.

Nelson Magalhães Filho

sexta-feira, março 14, 2008

Béatrice Dalle

Vou namorar dentro da noite sossegada
pregar os dardos traiçoeiros
nos muros de pedras

arrebatar uma dose perversa de vodka
no fuso horário da licantropia:
Minha namorada usa luvas verdes.

Nelson Magalhães Filho

disco, livro e filme para este fim de semana

Encarniçado, de João Filho



hoje, 14 de março


quinta-feira, março 13, 2008

Paisagens Inóspitas de Adriana Araújo

Abertura: 20 de março às 20 horas
Galeria do Conselho
Anexo Palácio da Aclamação - Campo Grande
Até 18 de abril
Prêmio Matilde Matos - Apoio à Montagem de Exposição



14 de março às 10 da manhã na Praça Castro Alves
Patti Smith - Because The Night

Patti Smith ganha mostra em Paris

Patti Smith vai ter uma série de obras suas em exposição na Fundação Cartier, em Paris, a partir de 28 de março. Land 250, assim se chamará a exposição que incluirá 250 polaroids (entre as quais imagens dos talheres do poeta Rimbaud, a guitarra de Hendrix, os chinelos do fotógrafo Robert Mapplethorpe, a cama da escritora Virginia Woolf, a máquina de escrever do escritor Hermann Hesse ), desenhos, instalações, filmes, canções e objectos. Um destes objetos é uma pedra de rio, tirada do local onde Virgínia Woolf se suicidou. A fundação vai lançar quatro livros dedicados a Patti Smith. Aos 62 anos, Patti ainda mantém o corpo magro de quando era jovem, os mesmos cabelos compridos e as inseparáveis botas - "atravessei o mundo inteiro com essas botas".
mestre da guitarra
Este é DINHO, meu professor de guitarra, de férias em Dublin. O cara toca um blues do caralho. Agende suas aulas: 75 - 3621 9281 (vagas limitadas)

quarta-feira, março 12, 2008


2008: Gravuras Baianas
Abertura 13 de março de 2008 às 19h.
Visitação de 14 de março a 08 de abril de 2008.
Segunda a sexta das 9h às 17h.
Encontro com artistas 14 de março das 9h às 11h.
Debate sobre “Os desdobramentos da gravura” com o curador e artistas convidados.
Dia 04 de abril das 9 às 11h.
Local:
Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira

Rua Geminiano Costa, 255
Feira de Santana, Bahia, Brasil
Artistas:
Adriano Castro
Henrique Dantas
Mestre Duda
Sante Scaldaferri
William A.
Projeto selecionado no prêmio “Diálogos Estéticos” da Fundação Cultural do Estado da Bahia.
Curadoria: William A.
CLICA AQUI:
http://www.2008gravurasbaianas.blogspot.com/

LEONARD COHEN, Suzanne - Isle of Wight 1970

CONVITE

Ilustração: Nelson Magalhães Filho
O Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira e Edições Tulle têm o prazer de convidá-lo (a) para o lançamento do livro
SÓ SOBREVIVENTES
de
Georgio Silva
Paulo André
Thiago Lins
13 de março /08 (quinta-feira) às 20 horas
Museu de Arte Contemporânea Raimundo Oliveira
Rua Geminiano Costa, 255 - Centro
Feira de Santana - BA
Fone: 75 36037774
VEJA MAIS:
A cidade de Maracás, também conhecida como Cidade das Flores, tem dado uma atenção especial para a educação e cultura, seja através da realização do projeto Pétalas, no qual se apresentam artistas de todas as vertentes, tanto da zona urbana como da zona rural, ou a criação uma frondosa trilha na nascente do rio Jiquiriçá. Essas iniciativas aliadas a uma orientação pedagógica, além de despertar a consciência do coletivo para a preservação da natureza e sua fruição, têm também despertado outros interesses, como é o caso da leitura, sobretudo de autores baianos contemporâneos, tanto de prosa como de poesia.
E seguindo essas diretrizes, o professor e poeta Edmar Vieira, diretor de cultura do município, idealizou o Projeto Uma Prosa Sobre Versos, que será realizado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura junto à Prefeitura Municipal de Maracás. Entre março e setembro, sete poetas passarão pelo palco do Auditório Municipal de Maracás, falando de suas obras, de seus processos de criação, fazendo lançamentos de seus livros e leituras de seus poemas. Cada apresentação vai contar com a participação de músicos da cidade de Maracás e com um recital de poemas do autor de cada mês, apresentado pelo Grupo Concriz, que conta com a direção do poeta e professor Vitor Nascimento Sá.
O vai ser realizado no Auditório Municipal de Maracás, começando sempre às 19h 30min, com entrada franca, sempre em uma sexta-feira de cada mês.
Programação:
14/03/2008 – CLEBERTON SANTOS
11/04/2008 – ELIZEU MOREIRA PARANAGUÁ
09/05/2008 – LITA PASSOS
04/06/2008 – ANTONIO CARLOS DE OLIVEIRA BARRETO
11/07/2008 – ROBERVAL PEREYR
08/08/2008 – RITA SANTANA
05/09/2008 – JOSÉ INÁCIO VIEIRA DE MELO

Mais notícias na revista CRONÓPIOS
http://www.cronopios.com.br/site/noticias.asp?id=3084
Nelson Magalhães Filho. Mista s/papel craft, 100X80 cm

O PACIFICADOR
Ó conciliador da suspensa sensibilidade
nas profundas várzeas das sinistras flores
exaltadas por paixões e impossíveis luzes,
delírios, ornamentos
com iluminuras e vertigens...
Ó filho das imensas águas que nunca dormem
nem fazem sombras com as negras candeias,
o estranho canto dos passarinhos
no almíscar atordoados
florescem buquês no vaziar da vênera noite
entre cerejeiras, veneno e jasmins
tão vastos como o mal.
Ó conciliador da suspensa sensibilidade
tu és o cisne se dormindo com flores nos cabelos
que dança a mente no veio da felicidade,
na vênus entre o mormaço do mar
ressaltando das ondas o cavado amor
neste verdejado ventanejar que calmo perpassa
onde o arvoredo reluziu.

Nelson Magalhães Filho

terça-feira, março 11, 2008


CURSO DE ESCULTURA CONTEMPORÂNEA
Técnica de utilização de materiais
Este curso objetiva dotar o aluno de informações teóricas e práticas acerca da utilização dos mais variados materiais utilizados na escultura, proporcionando assim uma base técnica para expressar a sua criatividade na escultura.
Local do curso: Escola de Belas Artes da UFBA no Canela.
Duração: 5 meses
Início: 4 de Abril de 2008
O curso está aberto à comunidade em geral, sem pré-requisitos.
Matrículas na FAPEX, Tel :3183-8459
Ou 9199-3223

domingo, março 09, 2008

Exposição: Portais da Bahia - Caixas de Luz - Graça Ramos
Inauguração: 12 de março de 2008, 19 h
Parede Galeria
Instituto de Ciência da Informação
Av. Miguel Calmon, s/nº, Campus Universitário do Canela, Salvador, BA
Período: De 13 de março a 4 de abril de 2008
De segunda a sexta das 10 às 18 h

PORTAIS A BAHIA - CAIXAS DE LUZ
Por volta dos anos 1980, Graça Ramos, professora titular da Escola de Belas Artes da UFBA, começou a costurar, à máquina, retalhos de panos, restos das telas que costumava preparar. Diversas experimentações trouxeram volume ao que antes era plano e estático. Surgem suas primeiras telas tridimensionais. O importante não era realizar um quadro, mas encontrar respostas para as investigações. As pinturas aqui expostas constituem uma pequena parte do trabalho resultante do processo criativo da artista, durante pesquisa de doutorado na Espanha, onde produziu suportes tridimensionais em forma de caixas. A obra é mesclada de carga matérica, luz elétrica, diversos tipos de tecidos e tramas, com o propósito de tirar partido tanto da pintura matérica, quanto das transparências e janelas que deixam passar a luz colorida, uma pintura efêmera. Lucio Fontana e Manuel Millares tiveram relevante papel no processo reflexivo e artístico de Graça Ramos. Fontana inicia a ruptura do suporte pictórico, e em 1949 perfura sua primeira tela. Millares propicia a Graça Ramos um “encontro impactante”, em 1992, na Espanha, com sua obra, construída com sacos e panos grosseiros, revelações, que decidiram o rumo de pesquisa da artista, que a partir daí passa a desenvolver um estudo sobre o cubo convertido em caixa de luz. A luz começa a explodir do interior destes objetos lumínicos, através das janelas e frestas, estabelecendo relação entre os espaços internos e externos, revelando o mistério que há por traz das coisas. Nos trabalhos da artista, como em Marcel Duchamp, o espectador também é impulsionado a manejar a obra, acionando o interruptor, tornando-se co-participante da obra. O espaço pictórico tridimensional é, sem dúvida, o espaço intermediário entre a pintura e a escultura. O espaço real, representado pelo volume físico, e o espaço vazio, representado pelo simbólico, se contrapõem e harmonizam ao mesmo tempo. (Texto adaptado do original de Graça Ramos).
Curadoria: Rubens Ribeiro (ICI/UFBA)
Universidade Federal da Bahia
http://www.portal.ufba.br

sexta-feira, março 07, 2008

REBECCA DEL RIO, Llorando (Mulholland Drive)

HOJE na Casa da Cultura Galeno d'Avelírio

Nelson Magalhães Filho, mista s/ tela, 185X145 cm

Horário: a partir das 20h
Retrospectiva do artista plástico Nelson Magalhães Filho; Lançamento da campanha Amiga da Casa da Cultura; Lançamento do programa de Recadastramento dos Artistas Locais; Recital de poemas de Jacinta Passos, com Lita Passos; Apresentações do Grupo Bom Viver, Roda de Capoeira com a Mestre Baiana e Cantoria com Carlos Vilela.
Casa da Cultura Galeno d’Avelírio – Rua XV de Novembro, 56 - Centro
Cruz das Almas - Bahia

quinta-feira, março 06, 2008

Ruela
http://fishyarts2.blogspot.com/


DAS ELEGIAS: IMPONDERÁVEL
Quando nosso deus envelhecer
virá uma morte maior, de
nada adiantará os colossos
erguidos nas planícies e nos

desertos, nas montanhas sem fim
de nossa alma em sua jornada
agônica pelos séculos;
de nós salmo nenhum ao vento

dirá se fomos loucos ou belos;
porém no espelho insondável e
eterno, além de nossa pobreza
e vaidade, quem há de constatar

que nossa estadia não foi um
capricho? Nós, os imponderáveis.

João Filho
http://hiperghetto.blogspot.com/

CONVITE

A Fundação Cultural Galeno d’Avelírio tem o prazer de convidar V. Sa. e Ilustríssima família para a reabertura da Casa da Cultura, Temporada 2008.

Dia 07 de março de 2008

Horário: a partir das 20h

Programação:
Retrospectiva do artista plástico Nelson Magalhães Filho; Lançamento da campanha Amiga da Casa da Cultura; Lançamento do programa de Recadastramento dos Artistas Locais; Recital de poemas de Jacinta Passos, com Lita Passos; Apresentações do Grupo Bom Viver, Roda de Capoeira com a Mestre Baiana e Cantoria com Carlos Vilela.

Casa da Cultura Galeno d’Avelírio – Rua XV de Novembro, 56 - Centro
Cruz das Almas - Bahia