Teu cheiro amarfanho durante toda a cidade
e nos dentes postos sobre a mesa
como um escapulário tua lascívia eu pressinto.
Nem a lua nem teus olhos certamente me salvarão deste teu cheiro espesso.
Eu cresci nestas estranhas paragens sem estrelas entre bichos e flores
como se não fossem cobertos pela escuridão.
Apenas arfava um golpe entre o vazio de mim
e a captura de insetos do inferno em teus cabelos.
Em inquietude, me preparo para a dor.

Nelson Magalhães Filho

"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos

do mundo."
( Fernando Pessoa: Tabacaria)




Realizar trabalhos de arte a base das experiências existenciais, como transpor as imensidões dolorosas das noites urinadas. Fingir figuras concebidas do desejo e da amargura. Instigações obscurecidas pela lua. Não acretido na pintura agradável. Há algum tempo meu trabalho é como um lugar em que não se pode viver. Uma pintura inóspita e ao mesmo tempo infectada de frinchas para deixar passar as forças e os ratos. Cada vez mais ermo, vou minando a mesma terra carregada de rastros e indícios ásperos dentro de mim, para que as imagens sejam vislumbradas não apenas como um invólucro remoto de tristezas, mas também como excrementos de nosso tempo. Voltar a ser criança ou para um hospital psiquiátrico, tanto faz se meu estômago dói. Ainda não matem os porcos. A pintura precisa estar escarpada no ponto mais afastado desse curral sinistro.
Nelson Magalhães Filho

terça-feira, julho 29, 2008

KAREN DALTON, It Hurts Me Too

segunda-feira, julho 28, 2008

Nelson Magalhães Filho. ANJOS SOBRE O RECÔNCAVO 2008. Acrílica s/tela, 80X70 cm
pernicioso aquilo me fez perceber
cruzes pintadas de cal
o sangue no chão
carcomido pelo teu segredo atormentado
de tanto comer centopéias
de tanto arroubo por avelãs.
Nelson Magalhães Filho
AMY WINEHOUSE, Rehab
OUTROS BESTUNTOS

sexta-feira, julho 25, 2008

CANÇÕES PARA NOITES FELINAS




Mixwit


Tel. 71-9983 2221/3367 0990
pessoapa@yahoo.com.br
http://www.interzona.spatum.net/

até hoje na escola de belas artes












Jaci Mattos com o Prof. Lee
Você está convidado(a) para o lançamento da exposição:
À Flor da Pele
Dia 1º de agosto às 19 hs na Galeria Cañizares

Alice Santos
Cassiana Moraes
Germana Freitas
Guida Rabello
Guilherme Paz
Inez Argolo
Jefté Muricy
Joane Maia
Wianey Santiago

quarta-feira, julho 23, 2008


SHOW DE TON FLORES (e amigos)


Ton Flores e Carlô


LOCAL: TEATRO SESI (Rio Vermelho)
DIA: 24/07/08 (quinta-feira)
HORÁRIO: 21H

Exposição de artistas baianos continua aberta ao público no Museu da Uefs

Até 25 de julho, o público feirense pode apreciar obras de importantes artistas baianos que compõem a exposição Grandes Artistas em Pequenos Formatos, no Museu Regional de Arte da Universidade Estadual de Feira de Santana. O Museu integra o Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), localizado na rua Conselheiro Franco, 66, Centro, Feira de Santana, BA.
A exposição, que marca os 32 anos da Uefs, comemorados em 31 de maio, reúne nomes expressivos das artes plásticas da Bahia, a exemplo de Juarez Paraiso, Cesar Romero, Juraci Dórea, Adelson do Prado, Rosalice Azevedo, Graça Ramos, Nelon Magalhães Filho, Bel Borba, Gil Mário Menezes, Almandrade, Reinaldo Eckenberger, Leonel Mattos, José Arcanjo, dentre muitos outros.

terça-feira, julho 22, 2008

LA CIUDAD Y EL HOMBRE

Associação Espanhola ganha obras de arte baianas

Trinta e três obras de 17 artistas plásticos baianos foram doadas à Associação de Afetados de Pólio e Síndrome de Pós-pólio da Castilla e Leon, após exposição realizada em junho na cidade de Segóvia, Espanha. A mostra, intitulada “A cidade e o homem”, tem caráter itinerante e vai visitar ainda as cidades de Barcelona, Málaga e Valladolid, com o propósito de chamar a atenção para a causa defendida pela entidade. O convite aos baianos foi feito à professora Margarita Lamego, do Instituto de Ciências da Saúde (ICS), que pediu a colaboração de Graça Ramos, docente da Escola de Belas Artes (EBA), para a seleção dos expositores, entre estudantes da graduação e da pós, além de artistas plásticos formados pela EBA.
http://www.portal.ufba.br/ufbaempauta/2008/07julho/quinta10/doacoes

Detalhes da exposição podem ser visto no Youtube
http://www.youtube.com/watch?v=JD-hnIzlb2k.



Série dos ANJOS BALDIOS 2008 de Nelson Magalhães Filho em exposição itinerante pela Espanha

segunda-feira, julho 21, 2008

camaleão caído de peixes em chagas
vai embora com os ratos.
consulta oráculos, iniciação de pântano
pela tua saliva,
infiltra segredos de séculos na carne
até aves de rapina definhem
tuas asas pardacentas
cubram a mágoa e os sinais.
teu destino,
sangue e outras luas.
tua vida, dois acasos no tempo
vestígios de um ventre espesso.

Nelson Magalhães Filho

Nelson Magalhães Filho. CABEÇAS 2008, acrílica s/tela, 50X50 cm

a exposição longa jornada para uma bela aldeia global conta com artistas brasileiros, coreanos, americanos, russos e holandeses: até sexta feira dia 25 na escola de belas artes da ufba

NMF, Graça Ramos e o prof. LEE Kyu-Hyung (organizador da mostra)

NMF, Jaci Mattos e artistas da Coréia do Sul

domingo, julho 20, 2008

LONGA JORNADA PARA UMA BELA ALDEIA GLOBAL


Artistas brasileiros:
Áurea Madeira
Celso Cunha
Graça ramos
Luiz Cláudio Campos
Edgar Oliva
Jaci Matos
José Henrique Barreto
Nelson Magalhães Filho
Lica Miniz
Viga Gordilho
Galeria Cañizares e Escola de Belas Artes da UFBA
Até dia 25 de julho




exposição OUVIR


Professora Graça Ramos



NMF, Gilvan e Ivaldo

Exposição OUVIR: até 18 de agosto no audicentro (rua Araújo Pinho, em frente a Escola de Belas Artes da UFBA)

quinta-feira, julho 17, 2008

NICINHA & CAETANO VELOSO

Caetano Veloso - Alguém Cantando
neste sábado dia 19 às 17h na galeria cañizares e escola de belas artes da ufba.

nesta sexta dia 18 às 18h EXPOSIÇÃO OUVIR
Artistas:
Prissilla Laiz
Lorena Silva
Ed Carlos
Diego Cardoso
Karomila Silva
Ivaldo Sanfer
Jaci Mattos
Nelson Magalhães F.
Ledna Barbeitos
Anderson Marinho
Cenildo Silva
Luiz Aguilar
Bené Santana
Graça Ramos
Gilvan Oliveira

Exposição do Mestrado e da Graduação
Org. Prof. Dra. Graça Ramos

Abertura: sexta-feira dia 18 de julho às 18h
Visitação: de segunda a sexta das 8 às 18h
e sábado das 8 às 12h
Até 18 de agosto

Local: AUDICENTRO
(Em frente a Escola de Belas Artes)
NMF pintando na EBA

Foto: Ivaldo Sanfer (Escola de Belas Artes/UFBA, 2008)
LONGA JORNADA PARA UMA BELA ALDEIA GLOBAL


Nelson Magalhães Filho. Série ANJOS BALDIOS 2008, acrílica s/tela, 70X70 cm
Exposição organizada pelo Prof. LEE Kyu-Hyung (Coréia do Sul)
Abertura: 19 de julho (sábado), às 17 horas
Galeria Cañizares - Escola de Belas Artes da UFBA
Visitação: 21 a 24 das 9 às 18h e 25 de 9 às 12h

segunda-feira, julho 14, 2008

Nelson Magalhães Filho. Série ANJOS SOBRE O RECÔNCAVO 2008. Acrílica s/tela, 100X90 cm

Vamos continuar a tecedura, meu amor
vomitando sangue todas as manhãs
embora as noites carnívoras

pereçam sempre graves
nos cruciais arroubamentos

das gralhas de azeviche
consumindo nossa quietude sem cessar
entorpecendo de esquivas lembranças
o logro do resplendor

dos santos dilacerados.
Cheio de sândalo,

nosso amor predador sorvendo
uma maré vermelha escarlate.

Nelson Magalhães Filho
morria em 14 de julho de 2003, aos 50 anos, ROBERTO BOLAÑO
Scarlett Johansson - Falling Down


meu amigo tony lopes, baterista dos koyotes, fã do velho buk safado

CLICA AQUI:
http://fotolog.terra.com.br/saorock:99

http://www.fotolog.com/stonychinasky

sexta-feira, julho 11, 2008

disco, livro e filme para esse fim de semana




segunda-feira, julho 07, 2008

Nelson Magalhães Filho. Série ANJOS SOBRE O RECÔNCAVO 2008, acrílica s/tela, 80X70 cm

embalsamento de luzes congeladas
sem piedade trazem revelações terríveis onde
devoro cabeça de porco deslumbrado pelos tufões
sobre nossa memória alheada,
onde meus amigos me chamam de canalha
em especulações sombrias sobre um festim instintivo,
mas fico imune quando bebo sangue de porco obsceno
sacaneando com os assassinos.

Nelson Magalhães Filho

quinta-feira, julho 03, 2008

meu velho ateliê da rua da estação



Fotos: Nelson Magalhães Filho
VERSOS CAINDO SOBRE NÓS

O corpo está tomado de véus
que são cortes profundos na pele
e são taças de um desastre
no bosque de teus sonhos:
o corpo folheado com seus recortes de gozo
e estamparias laminadas que são rabiscos
na pedra esboçada em teu ventre
e pentelhos de fogo como árvores que se exibem
ante um derrame de vozes:
o corpo onde estavas quando a noite
entoava ventanias e um olho a descoberto
engolia toda a paisagem imaginada:
o corpo em ruínas que se estreitam
a recompor vertigens que são nomes inscritos
em aves rochosas que se chamam coxas
e um tropel de vultos ao passar de páginas de teu corpo:
por noites te chamo mascando nomes
como um dilema febril a confundir imagens
como credenciais a evocar rasgos
que anunciam a tormenta da restauração:
o corpo se refazendo a cada anúncio do fim.

poema e imagens: floriano martins
floriano.agulha@gmail.com


quarta-feira, julho 02, 2008

Nelson Magalhães Filho. Série MULHERES 1990. Acrílica s/tela, 70X65 cm

Mariela é a angústia
que nutre os oráculos
de meus acasos.
Brilha no ventanejado
entre poçasde estrelas.
Ambrosia sombria
dos oceanos
Mariela é a angústia
de um tempo morto
de parir harpas.
Mariela é o sangue
que não estanca o néctar
de mim.

Nelson Magalhães Filho