Teu cheiro amarfanho durante toda a cidade
e nos dentes postos sobre a mesa
como um escapulário tua lascívia eu pressinto.
Nem a lua nem teus olhos certamente me salvarão deste teu cheiro espesso.
Eu cresci nestas estranhas paragens sem estrelas entre bichos e flores
como se não fossem cobertos pela escuridão.
Apenas arfava um golpe entre o vazio de mim
e a captura de insetos do inferno em teus cabelos.
Em inquietude, me preparo para a dor.

Nelson Magalhães Filho

"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos

do mundo."
( Fernando Pessoa: Tabacaria)




Realizar trabalhos de arte a base das experiências existenciais, como transpor as imensidões dolorosas das noites urinadas. Fingir figuras concebidas do desejo e da amargura. Instigações obscurecidas pela lua. Não acretido na pintura agradável. Há algum tempo meu trabalho é como um lugar em que não se pode viver. Uma pintura inóspita e ao mesmo tempo infectada de frinchas para deixar passar as forças e os ratos. Cada vez mais ermo, vou minando a mesma terra carregada de rastros e indícios ásperos dentro de mim, para que as imagens sejam vislumbradas não apenas como um invólucro remoto de tristezas, mas também como excrementos de nosso tempo. Voltar a ser criança ou para um hospital psiquiátrico, tanto faz se meu estômago dói. Ainda não matem os porcos. A pintura precisa estar escarpada no ponto mais afastado desse curral sinistro.
Nelson Magalhães Filho

quinta-feira, novembro 15, 2007

IMS-SP PROMOVE CURSO POESIA E POLÍTICA COM CLAUDIO WILLER DE 26 A 28 DE NOVEMBRO

O Instituto Moreira Salles de São Paulo (rua Piauí, 844, 1º andar, Higienópolis) promoverá nos dias 26, 27 e 28 de novembro (segunda, terça e quarta), às 20hs, o curso Poesia e política, ministrado pelo poeta Claudio Willer. As inscrições custam R$ 100 (desconto para estudantes, funciona´rios e correntistas do Unibanco) e devem ser feitas diretamente no centro cultural.
O curso abordará relações entre poesia e política do romantismo à modernidade, passando pelo simbolismo. As três sessões, com duas horas de duração cada, abrangerão o período do final do século XVIII até a segunda metade do século XX, “no qual fazem sentido questões como a da arte de mensagem ou de criação livre e invenção, populismo versus elitismo, engajamento e alienação, esteticismo ou práxis”, segundo Willer. Serão examinados temas como o misticismo revolucionário de William Blake, Charles Baudelaire e a rebelião individual, as subversões simbolistas, a coerência de Arthur Rimbaud, inovação e conservadorismo no modernismo brasileiro, a geração beat, entre outros.
Sobre Claudio Willer – Poeta, ensaísta e tradutor, Claudio Willer nasceu em São Paulo, em 1940. Publicações mais recentes, Estranhas Experiências, poesia (Lamparina, 2004); Volta, narrativa em prosa (Iluminuras, terceira edição em 2004); preparou Lautréamont - Obra Completa - Os Cantos de Maldoror, Poesias e Cartas (Iluminuras, nova edição em 2005) e Uivo, Kaddish e outros poemas de Allen Ginsberg (L&PM, nova edição de bolso de 2005). É autor de outros livros de poesia e da coletânea Escritos de Antonin Artaud, esgotados. Consta em antologias e coletâneas, brasileiras e em outros países. Seus vínculos são com a criação literária mais rebelde e transgressiva, como aquela ligada ao surrealismo e à geração beat. Ocupou cargos públicos em administração cultural. Presidiu por vários mandatos a UBE, União Brasileira de Escritores. Deu inúmeras palestras, cursos e oficinas literárias. Co-edita, com Floriano Martins, a revista eletrônica Agulha, www.revista;agulha.nom.br. Mais informações em:
www.secrel.com.br/jpoesia/cw.html.

Poesia e política
Dias 26, 27 e 28 de março, às 20hs
Valor: R$ 100. Estudantes, correntistas e funcionários do Unibanco têm 50% de desconto.
Obs.: As inscrições já estão abertas.
Instituto Moreira Salles-São Paulo
rua Piauí, 844, 1º andar, Higienópolis; tel.: (0 xx 11) 3825-2560
Estacionamento gratuito no local
http://www.ims.com.br/


Mais informações para a imprensa pelo telefone (0 xx 11) 3371 - 4455
Claudio Willer
cjwiller@uol.com.br
www.secrel.com.br/jpoesia/cw.html


agulha - revista de cultura
fortaleza, são paulo
http://www.revista.agulha.nom.br/

direção: floriano martins & claudio willer

Nenhum comentário: