Teu cheiro amarfanho durante toda a cidade
e nos dentes postos sobre a mesa
como um escapulário tua lascívia eu pressinto.
Nem a lua nem teus olhos certamente me salvarão deste teu cheiro espesso.
Eu cresci nestas estranhas paragens sem estrelas entre bichos e flores
como se não fossem cobertos pela escuridão.
Apenas arfava um golpe entre o vazio de mim
e a captura de insetos do inferno em teus cabelos.
Em inquietude, me preparo para a dor.

Nelson Magalhães Filho

"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos

do mundo."
( Fernando Pessoa: Tabacaria)




Realizar trabalhos de arte a base das experiências existenciais, como transpor as imensidões dolorosas das noites urinadas. Fingir figuras concebidas do desejo e da amargura. Instigações obscurecidas pela lua. Não acretido na pintura agradável. Há algum tempo meu trabalho é como um lugar em que não se pode viver. Uma pintura inóspita e ao mesmo tempo infectada de frinchas para deixar passar as forças e os ratos. Cada vez mais ermo, vou minando a mesma terra carregada de rastros e indícios ásperos dentro de mim, para que as imagens sejam vislumbradas não apenas como um invólucro remoto de tristezas, mas também como excrementos de nosso tempo. Voltar a ser criança ou para um hospital psiquiátrico, tanto faz se meu estômago dói. Ainda não matem os porcos. A pintura precisa estar escarpada no ponto mais afastado desse curral sinistro.
Nelson Magalhães Filho

quarta-feira, outubro 17, 2007

Pintura de Lasar Segall

Informativo CUBO BRANCO recomenda
Lasar Segall
(Rio de Janeiro)
Pinakotheke traz Lasar Segall para o Rio depois de 20 anos
Depois de 20 anos, o Estado do Rio recebe uma retrospectiva do artista russo naturalizado brasileiro Lasar Segall (1891-1957), um dos mais conceituados representantes do período expressionista. Idealizada pela Pinakotheke Cultural do Rio de Janeiro, a iniciativa é uma homenagem aos 50 anos da morte do artista.
Com organização do empresário Max Perlingeiro, diretor da Pinakotheke, e curadoria da pesquisadora Vera D’Horta, do Museu Lasar Segall de São Paulo, a retrospectiva “Corpo Presente” terá 93 obras, entre pinturas, desenhos, gravuras e esculturas. Todas as peças importantes do período expressionista de Segall estarão expostas. A abertura acontece no dia 23 de outubro e o encerramento será em 21 de dezembro.
A retrospectiva é formada por 40 peças do Museu Lasar Segall de São Paulo e por diversas obras inéditas para os cariocas. A obra mais aguardada é o Retrato de Lucy de 1936, adquirido pelo governo francês dois anos depois e que integra o acervo do Centre Georges Pompidou, em Paris. Esta é a primeira vez que o quadro sai da França.
Muitas obras importantes podem ser destacadas: Floresta com reflexos de luz (1954), Kaddish (1917/1918), Cabanas com cerca (1945), dois desenhos originais do Caderno Visões de Guerra 1940-1943 e desenhos dos amigos Mário de Andrade e Tarsila do Amaral.
A exposição será acompanhada de livro com textos de Vera D’Horta, Max Perlingeiro e do empresário Celso Lafer, especialista em Lasar Segall. “Corpo Presente. A convicção figurativa na obra de Lasar Segall” apresenta a vida e a obra do artista, em textos permeados por mais de 200 imagens entre fotografias, documentos e obras. Com acabamento em capa dura, o livro tem 288 páginas, é bilíngüe português/inglê s e tem patrocínio da OI Futuro sob os auspícios da Lei Rouanet.
Como forma de complementação didática, além de visitas guiadas para estudantes e um trabalho pedagógico direcionado a professores, será disponibilizado para o público escolar um terminal de consulta multimídia e interativa, com animações, vídeos e uma vasta cronologia ricamente ilustrada. Além disso, acompanha o programa didático um caderno de arte educação criado pela pedagoga Nereide Schilaro Santa Rosa, com o intuito de orientar os professores para um melhor aproveitamento das visitas escolares.
Exposição Lasar Segall (1891-1957)


Pinakotheke Cultural do Rio de Janeiro
Rua São Clemente, 300 - Botafogo – Zona Sul
De 23 de outubro a 21 de dezembro de 2007 De segunda a sexta-feira das 10 às 19 horas e aos sábados das 11 às 18 horas Entrada gratuita
Visitação escolar: 21-2537-7566 ou professor@pinakothe ke.com.br

O CUBO BRANCO ação em arte não se responsabiliza pelas informações divulgadas em seus informativos e em sua Agenda. Estas são de total responsabilidade dos seus remetentes.Comentários, broncas, elogios, críticas e sugestões serão sempre muito bem vindos! mande sua mensagem através do e-mail
Fábio Carvalho
CUBO BRANCO ação em arte © 2002/2007

Nenhum comentário: